Torre de Dona Chama mantém tradições da “saída da ciganada” e “queima do castelo”

Torre de Dona Chama mantém tradições da “saída da ciganada” e “queima do castelo”

torre_d._chama_2015Nesta quadra natalícia, as tradições associadas aos rituais de Inverno repetem-se em várias localidades do nordeste transmontano. Depois do Natal, em muitos locais festeja-se o Santo Estevão. Na vila de Torre de Dona Chama, no concelho de Mirandela, resiste uma festa com características únicas. A “saída da ciganada” e a “saída das madames” começam as festividades do dia 26 de Dezembro.

Antigamente, os habitantes da vila disfarçavam-se de ciganos para roubar os burros, durante a noite. Agora já não há burros, mas os mordomos da festa continuam a representar esta tradição. Ana Gonçalves recorda os tempos em que arranjava formas de evitar que lhe roubassem o burro. “Uma vez prendi o burro à perna do meu garoto para que não mo roubassem. E depois levei-o para dentro de casa. Era uma brincadeira. Bem mo queriam roubar mas não conseguiram”, conta a habitante de Torre de Dona Chama, de 87 anos. Se uns se disfarçavam de ciganos, outros disfarçavam-se de “madames”, ou seja, senhoras da alta sociedade. Depois da missa, ao inicio da tarde, há ainda a representação da saída da “mourisca” e a queima do castelo. Antes destas tradições, na noite do dia de Natal recriam-se ainda os “ Jogos à praça”, onde os jovens gritam através de um “embude”, ou seja um funil grande, de ferro, dirigindo-se a cada porta da vila para criticar os respectivos moradores,. Antigamente, faziam parte destas festividades os caretos mas agora já quase não se vêem. Tradições que representam a luta entre cristãos e mouros, que terão estado na origem da própria vila. Algumas foram perdendo as características originais, que os habitantes da vila querem preservar. Para ajudar a preservar estas características foi criada, no passado mês de Setembro, a associação “Dona Flamula”, que com o apoio da Junta de Freguesia, pretende que contribuir para que as festividades de inverno de Torre de Dona Chama sejam cada vez mais fieis à tradição. O presidente da “Dona Flamula” , António Reimão, explica que o objectivo é “colaborar com a comissão de festas para organizar melhor as festividades”. Para começar a organizar e divulgar melhor as festividades de inverno de Torre Dona Chama, este ano, as festas foram agrupadas na “Semana do Careto”. Além das tradições representadas no dia de Natal e no dia 26, uma semana antes, tiveram lugar as jornadas intituladas “Rituais de Inverno” e durante toda a semana esteve patente, no centro da vila, uma exposição com o mesmo tema, que contribuíram para uma melhor compreensão do significado destas festas.

Escrito por Brigantia.

Leave a reply

It was a sign of things to come for the Chicago Bears, whether in the near or distant future.

Labeled the third-team quarterback and a developmental project at the outset of training camp, rookie quarterback Mitchell Trubisky took snaps with the second team on Wednesday as the Bears completed a full week of practices.

”Don’t read too much into it,Alshon Jeffery Jersey” coach John Fox said. ”It’s just a matter of getting guys through different centers, different groups.

”It’s something that we mentioned would happen at some point throughout camp.”

The Bears traded up to the second pick in the first round to select Trubisky out of North Carolina in the 2017 draft, so his progress is important even if the plan is to let him learn behind starter Mike Glennon and backup Mark Sanchez.

It has been an up-and-down process to this point.

On Saturday, Trubisky fumbled three snaps in one drill, and then fumbled the next day again.Jordan Howard Jersey He has since been steadier since then.

”He’s learning a whole new offense,” Fox said. ”A whole different NFL coverage package that we see, a little bit more extensive types of coverages.Kyle Long Jersey So I think the guy’s done everything he can. He’s improving every day.

”He’s got a great work ethic. He learns quickly and works hard. You can’t ask for much more.Danny Trevathan Jersey

Trubisky blamed himself for the fumbles, although they came with different players at center. One of the concerns over Trubisky heading into the draft was his inexperience taking direct snaps from center, because he played in the shotgun in college.

”It was frustrating because that was uncharacteristic of me and I’ve just got to handle that,” Trubisky said. ”They were just wasted plays and I was kind of frustrated because I kind of wasted a team session right there and I didn’t allow myself or my teammates to get better.